Afinal, vamos ajudar os animais de rua ou continuar terceirizando a solução do problema?

  
A quantidade de animais abandonados nas ruas cresce a cada dia que passa. Basta sair de casa apenas por alguns minutos para se deparar com um cão ou gato perambulando pelas ruas. Dados divulgados no ano passado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que no Brasil existem cerca de 30 milhões de animais abandonados – aproximadamente 20 milhões de cachorros e 10 milhões de gatos.
Essa realidade pode ser vista também em Santo Antônio da Patrulha. As notícias envolvendo animais encontrados pelas ruas da cidade em estados deploráveis se tornaram cada vez mais comuns. Os que trabalham ou, de alguma forma, são engajados em ações que visam à proteção aos animais chegam a se perder nas estatísticas. Para eles, o grande índice de abandono é, sobretudo, uma questão de saúde pública.

Segundo a advogada Kátia Lira, especialista em Gestão Ambiental e presidente da ABRAPA – Associação Brasileira Ambiental e de Proteção Animal, a adoção e a castração precisam ser incentivadas. “Problemas de saúde e o trânsito em risco são apenas algumas das consequências do abandono”, observou.

Animais com determinadas características, como “vira-latas”, por exemplo, ainda sofrem mais. “Os animais sem raça definida, pretos, deficientes e idosos com 14 e 15 anos são os mais abandonados”. O problema em relação aos felinos é ainda maior, pois muita gente realmente acredita em mitos e superstições. “É uma questão que está impregnada na sociedade, que gato preto dá azar”, observou Kátia.

Nós, voluntários da ONG Animal Shelter somos testemunhas diárias desta realidade nacional. Além de toda ordem de dificuldades na condução das ações de resgate, tratamento, acolhimento, castração e busca de lares temporários e posteriormente definitivos, o que mais nos entristece é o comportamento padrão dos que entendendo serem amigos dos animais, tão somente servem como agentes de sinalização do problema, terceirizando a solução que deveria ser SEU COMPROMISSO, para os poucos abnegados que realmente “arregaçam as mangas’ e fazem diferença positiva na qualidade de vida dos animais descartados em nossa cidade.

Contamos sim com recursos advindos de doações, promoções (bingos, rifas, almoços e jantares beneficentes) mas que nos atendem tão somente para quitarmos o passado de dívidas com nossos fornecedores/parceiros que compõem-se basicamente de custos com alimentação, atendimento veterinário, cirurgias e hospedagem.

Portanto se você realmente gosta dos animais, diante de um caso, ajude realmente envolvendo-se até o final do processo, garantindo o completo bem-estar dele; e não seja aquele que tão somente transfere o problema e lava as mãos entendendo ter feito o bem.

Lembre-se que para ajudar de verdade é preciso doarmos muito mais de NÓS MESMOS.

saiba como contribuir com a nossa instituição através do nosso site: https://animalsheltersap.wordpress.com/ajude-nos-a-ajudar/

Seja um sócio contribuinte auxiliando-nos com uma mensalidade a partir de R$10.

Pense nisso!

 

Fabian de Souza

Voluntário ONG Animal Shelter SAP

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s